sábado, 12 de dezembro de 2009

Juntos



"não foi a morte que a cabou contigo: foi a vida"

(Mário Quintana)

Querido Paulo
Saíamos pouco juntos,
Mas... se a gente saía de fato juntos
A gente costumava chegar bêbados
De nossa companhia
E ler poemas
E cantarolar juntos
E dedilhar no piano
Velhas canções
Variantes
De falares
E sorrisos
Sem falar
Do riso
Falado
E da fala
Gargalhada
Como dançar
Em ritmo frenético
Uma sonata de Mozart
Finalmente,
Depois
Um boa noite
Alucinadamente suado
Embalava sonhos
entre poeiras de corpos
sombreados pela nudez da lua
invadindo nosso quarto.
Pois não é que agora,
A teimosia da saudade obtusa
Insiste na perturbadora pergunta:
"Por que durar é melhor que inflamar?"
(Roland Barthes)

3 comentários:

Licris disse...

Olá Suraia, obrigada pelos comentários no meu blog "Devaneios Literários"...seu blog é muito bom.
Eu entrei no site que você me indicou e gostei muito dos textos, podemos sim juntar nossos projetos. O único problema é que eu sou professora PSS e geralmente não estou com uma turma desde o início do ano...mas logo que recomeçar a dar aulas, vou implantar mais trabalhos de produção de texto neste estilo e então, poderei colaborar mais com seu blog.
Parabéns pela iniciativa.
Beijos.
E vamos nos unir pela Literatura!

Danilo de Abreu Lima disse...

pque durar é permanecer- mesmo em tempos de impermanencia- inflame é paixão, é sentido de carne- amormaior é o que dura- indefinidamente, atemporalmente,
concordo, plenamente..]
texto muito legal.
abraços-
Danilo.

Rita Brígido disse...

Veja só o que é a poesia... eu nem conheço esse Paulo, e já o conheço... eu nem saí com esse Paulo, e já saí. Lemos poemas juntos, cantarolamos juntos, dedilhamos no piano as velhas canções... tudo isso, fizemos nos versos de seu poema, Suraia. Veja só o que é a poesia... . Poesia inflama e perdura!!!

Suraia, descobri seu blog assim: estou iniciando o meu blog... e as duas primeiras providências foram: criar um título e delinear a área de interesse. Como escrevo, pensei num título que relacionasse leitura com escrita. "Leituras e Escrituras", pensei!!!Mas, antes, fiz pesquisa no Google para ver se já não havia algum blog com esse nome. E, por sorte, encontrei o seu. Digo sorte, porque estou apreciando sua forma de escrever. Para que não fôssemos ao baile trajando o mesmo vestido, é claro que desiste do "Leituras e Escrituras", ou seja, o titulo... mas não do seu "Leituras e Escrituras", que voltarei a visitar. E o meu blog? Com que nome foi batizado? "Da pulsão de ler e escrever...". Como toda principiante de blog, estou apanhando para administrá-lo. Não sei ainda como fazer para que as pessoas possam encontrá-lo, pelo título ou pelo tema, no Google. O endereço é ritabrigido.blogspot.com
Blog com textos próprios e comentários sobre escritores, livros e filmes.
Parabéns pelo inspirador poema,
Rita Brígido